Arquivo da tag: sistema solar

Nasa descobre 715 planetas fora do sistema solar; 4 podem ser habitáveis

O observatório espacial Kepler conseguiu identificar ao menos 715 planetas, quatro deles com condições que poderiam torná-los habitáveis, localizados fora do sistema solar, anunciou hoje a agência espacial NASA.

Observatório espacial Kepler conseguiu identificar ao menos 715 planetas - AP/Nasa

AP/Nasa
Observatório espacial Kepler conseguiu identificar ao menos 715 planetas

Lançado em março de 2009, o observatório Kepler é a primeira missão da Nasa cujo propósito é identificar exoplanetas (planetas fora do sistema solar). Segundo Douglas Hudgins, da Divisão de Astrofísica da agência espacial, “o telescópio mudou totalmente a pesquisa”.

“Há apenas 20 anos só conhecíamos umas dezenas de possíveis candidatos a exoplanetas e agora temos cerca de 1 milhão, a maioria descoberta nos últimos cinco anos”, afirmou Hudgings em uma teleconferência.

Planetas pequenos. Jason Rowe, cientista do instituto Seti, en Mountain View, na Califórnia, disse que “a presença de vários planetas em torno de uma estrela, como ocorre com nosso sistema solar, é bastante comum”.

“Eles são, em sua maioria, planetas pequenos, comparados com a escala dos planetas do sistema solar e, de fato, todos se encontram em sistemas multiplanetários e 95% são menores que Netuno”, acrescentou Rowe. “Encontramos poucos planetas do tamanho de Júpiter.”

“Os novos sistemas descobertos têm planetas com órbitas planas e circulares, como os planetas interiores de nosso sistema solar”, disse o pesquisador.

Sara Seager, professora de ciência e física planetária no Instituto Tecnológico de Massachusetts, assinalou que o novo sistema de identificação “permite comparar os candidatos em grupos e isso nos leva a analisá-los muito mais rápido”.

Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/vida,nasa-descobre-715-planetas-fora-do-sistema-solar-4-podem-ser-habitaveis,1134955,0.htm

Anúncios

As mensagens e sons da Terra

Em 1977 nos Estados Unidos da América o presidente era Jimmy Carter. O Petróleo era escasso. Chegava ao fim o “milagre econômico brasileiro. Vivia-se a guerra fria (EUA-URSS). Nesse mundo turbulento e até certo ponto cínico – e em nome dele –A agência espacial americana (NASA) lançou duas sondas gêmeas e pequenas para os padrões de naves espaciais, e do Cabo Canaveral.

Disco de ouro instalado na sonda espacial Voyager 1

Disco de ouro instalado na sonda espacial Voyager 1

As “Voyager 1” e “Voyager 2”, inicialmente concebidas para explorar planetas exteriores: Júpiter, Saturno e suas luas. Além de realizarem esse trabalho com perfeição, e embaladas pela gravidades desses planetas e quase 35 anos após o dia em que deixou a Terra para trás, uma delas, “Voyager ‘” finalmente, passou a ser a maior façanha do ser Humano e essa sonda agora aventura-se além da influência do nosso Sol.

 

As sondas Voyager são tecnicamente não tripuladas, em outro sentido, no entanto, elas carregam toda a humanidade e aceleraram através do espaço. Cada uma das sondas transporta um objeto que é, em todos os sentidos, um recorde – da Terra, da humanidade, da unidade da humanidade para chegar e lutar e sonhar e explorar a imensidão do “Universo”. As duas serão eternamente lembranças épicas, são um produto de Carl Sagan e uma equipe que, em janeiro de 1977, desenvolveram a ideia de levar ao espaço dois discos de ouro, um com os sonhos da Terra e outro com sua história e posição na galáxia e no sistema solar. Se vida extraterrestre inteligente as encontrarão, o mais provável é que nós dessa geração nunca saberemos.