Sonda espacial da NASA alcança o espaço interestelar

Pasadena, Califórnia – A Sonda “Voyager 1” da NASA, agência espacial estadunidense passou a ser  oficialmente o primeiro objeto feito pelo homem a se aventurar no espaço interestelar. A sonda de 36 anos de idade, está a cerca de  19 bilhões de quilômetros do nosso sol. Novas e inesperados dados indicam que a “Voyager 1” viajará cerca de um ano em ao plasma ou gás ionizado, presente no espaço entre as estrelas . A sonda espacial “Voyager 1” está em uma região de transição imediatamente fora da bolha solar, onde alguns efeitos do nosso sol ainda são evidentes. Um relatório sobre a análise destes novos dados, esforço liderado por Don Gurnett e a equipe de ciência de plasma na Universidade de Iowa, da cidade e estado de Iowa,EUA, está publicado na edição de quinta-feira da revista Science .

Artist's concept depicts NASA's Voyager 1 spacecraft entering interstellar space
O desenho artístico mostra a sonda “Voyager 1” entrando no espaço entre as estrelas.
Espaço interestelar é dominado por plasma, gás ionizado (neblina marrom), material expelido por gigantescas estrelas há milhões de anos.
 “Agora que temos novos dados fundamentais, acreditamos que este é o salto histórico da humanidade para o espaço interestelar”, disse Ed Stone, cientista do projeto “Voyager” baseado no Instituto de Tecnologia da Califórnia, em Pasadena. “A equipe da “Voyager” precisava de tempo para analisar essas observações e dar sentido a eles, mas agora podemos responder à pergunta que estamos todos pensando? Falta muito para chegar? ” Sim, pensamos que falta”.

A “Voyager 1”, em 2004, foi a primeira que detectou o aumento da pressão do espaço interestelar na heliosfera, uma bolha de partículas carregadas em torno do sol, que vai muito além dos planetas exteriores. Os cientistas em seguida incrementaram sua busca por evidências de chegada da espaçonave no espaço interestelar, porém, a análise e interpretação dos dados podem levar meses ou anos. Embora a sonda não possua um sensor de plasma, os cientistas conseguiram de maneira diferente medir o ambiente de plasma em torno da sonda para fazer uma determinação definitiva de sua localização. A medição de ejeção de massa coronal, explosões massivas, vento solar e campos magnéticos, que surgiram do sol a partir de março de 2012 forneceram aos cientistas os dados que precisavam. Quando este presente inesperado do sol finalmente chegou ao local de trânsito da “Voyager 1”, 13 meses depois, em abril de 2013, o plasma ao redor da nave espacial começou a vibrar como uma corda de violino, em 9 de abril, instrumento de ondas de plasma da “Voyager 1” detectaram o movimento. O campo das oscilações ajudou cientistas a determinar a densidade do plasma. As oscilações particulares significaram que a nave espacial foi banhada em plasma 40 vezes mais densa do que o que tinha encontrado na camada exterior da heliosfera e densidade dessa espécie é de se esperar somente no espaço interestelar.  A equipe científica que realizou a revisão do dados encontrou um conjunto mais fraco antes de oscilações em outubro e novembro de 2012, através da extrapolação das densidades de plasma de medição de ambos os eventos determinou-se que a “Voyager 1” entrou pela primeira vez no espaço interestelar em agosto de 2012. “Nós literalmente pulamos da cadeira quando vimos essas oscilações em nossos dados, porque, eles nos mostraram que a nave estava em uma região totalmente nova se comparado ao que era esperado no espaço interestelar, e totalmente diferente do que na bolha solar”, disse Gurnett. “É claro que tinha passado o limite hipotético entre o plasma solar e o plasma interestelar”. Os novos dados de plasma sugeriram um calendário compatível com as mudanças bruscas, duráveis ​​e a densidade de partículas energéticas que foram detectadas pela primeira vez em 25 de agosto de 2012 . A equipe “Voyager” aceita esta data como a chegada ao espaço interestelar

.Artist's concept of Voyager 1 and 2

Além da “Bolha”: As sondas “Voyager 1 e 2”

são mostradas nesta figura à beira da heliosfera, uma bolha criada pelo vento solar.

Crédito de imagem: NASA / JPL-Caltech

http://www.nasa.gov/sites/default/files/pia17048twovs_1.jpg?itok=0a-F7p0Y

 “O Trabalho duro da equipe para construir uma nave espacial durável e gerir cuidadosamente os recursos limitados da espaçonave “Voyager” é um grande passo da humanidade”, disse Suzanne Dodd, diretora do projeto “Voyager”, baseado no “Jet Propulsion Laboratory” da NASA. “Esperamos que os instrumentos científicos de partículas instalados na “Voyager”  continuem a enviar dados através do espaço interestelar até pelo menos o ano de 2020. Esperamos que  os instrumentos da “Voyager” sejam capazes de nos mostra dados sobre o espaço profundo” . “Voyager 1” e sua gêmea, a “Voyager 2” , foram lançadas com 16 dias de diferença em 1977. Ambas as sondas passaram por Júpiter e Saturno. A “Voyager 2” também voou por Urano e Netuno. A sonda de número “2” foi lançada antes da “1”, e é a maior nave espacial operada continuamente. Estando cerca de 15 bilhões de quilômetros de distância do nosso sol. No programa Cosmos, série produzida por Carl Sagan existem informações sobre as duas sondas, naquele momento o cientista participou ativamente desse projeto. Os controladores da missão “Voyager” ainda recebem dados das duas sondas todos os dias, embora os sinais emitidos sejam muito fracos, aproximadamente 23 watts (equivalendo uma lâmpada de refrigerador doméstico), no momento em que os sinais chegam à Terra, eles são uma fração de um bilhão de bilionésimo de um único watt. Dados de instrumentos da “Voyager 1” são transmitidas para a Terra  e levam cerca de 17 horas percorrendo a velocidade da luz, depois que os dados são transmitidos para “JPL” e depois de processados ​​pelas equipes da ciência, os dados da são disponibilizados publicamente. “Voyager tem corajosamente ido onde nenhum sonda foi antes, marcando um dos avanços tecnológicos mais significativos nos anais da história da ciência, e adicionando um novo capítulo em sonhos e esforços científicos humanos”, disse John Grunsfeld, administrador associado da NASA para ciência e baseado em Washington.” Talvez no futuro os exploradores do espaço profundo irão encontrar com a sonda “Voyager”, o primeiro equipamento produzido pelo homem e enviado ao espaço interestelar.” Os cientistas não sabem quando a “Voyager 1”  chegará a parte intacta do espaço interestelar, onde não há influência do nosso sol e também não estão certos quando a “Voyager 2”  cruzará o espaço interestelar, mas eles acreditam que não é muito longe de acontecer. A JPL construiu e opera até hoje as naves espaciais “Voyager”. Com o nome original de “Voyager Interstellar Mission” todos os esforços de leitura e interpretação de dados estão a cargo do Observatório de Heliofísica da NASA , na Divisão de Missões Científicas da NASA em Washington. O custo das sondas “Voyager 1” e “Voyager 2”, incluindo o lançamento, operações da missão, baterias nucleares da nave e administração até setembro de 2013 equivalem a cerca de 988 milhões de dólares americanos. Os arquivos de som das oscilações detectadas pela “Voyager” no espaço interestelar, animações e outras informações. Visite : http://www.nasa.gov/voyager . Para uma imagem do sinal de rádio da “Voyager 1” em 21 de fevereiro do Observatório “National Radio Astronomy”  instalado no Havaí. visite:

Jia-Rui C. Cook/D.C. Agle 818-354-0850/818-393-9011

Jet Propulsion Laboratory, Pasadena, Calif. jccook@jpl.nasa.gov Dwayne Brown 202-358-1726 Headquarters, Washington dwayne.c.brown@nasa.gov   Texto original: http://www.nasa.gov/mission_pages/voyager/voyager20130912.html#.UjKY58aTh8F – Traduzido e adaptado por Marcelo Pelucio. (www.marcelopelucio.com.br)
Anúncios

Uma resposta para “Sonda espacial da NASA alcança o espaço interestelar

  1. Pingback: Sonda espacial da NASA alcança o espaço interestelar | MARCELO PELUCIO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s