NASA World Wind 1.4.0

NASA World Wind 1.4.0

(Sistema: Windows XP/2000/2003)

(Clique na imagem para baixar)

Você já imaginou visitar cada parte do planeta como se estivesse no espaço ou a alguns quilômetros de altura? Ou então como seria viajar pelo espaço e conhecer a superfície de Marte, Vênus, Júpiter ou da nossa Lua? Com este programa, você pode visualizar qualquer um desses lugares virtualmente, via satélite.

NASA World Wind é um software livre que foi lançado na metade de 2004, como parte de um projeto da Agência Aero-Espacial Americana, a NASA. Atualmente, o programa continua sendo aprimorado pela agência, em conjunto com a comunidade do software livre.

World Wind se conecta ao banco de dados da NASA, carregando imagens captadas por seis satélites ao redor do mundo. Aliadas às informações topográficas de cada local, essas imagens formam um ambiente totalmente em três dimensões, por onde você pode facilmente navegar e conhecer os pontos mais diversos da Terra e de planetas vizinhos.

FERRAMENTAS

Busca e Identificação

Você pode buscar lugares por nome e selecionar qual satélite quer usar para visualizar suas imagens, viajando por milhares de pontos interessantes pelo mundo, desde as capitais dos países, até vilarejos isolados nas regiões mais longínquas.

As fronteiras dos países também podem ser visualizadas para ajudar na identificação das regiões. Nos Estados Unidos, por exemplo, até os limites entre os estados podem ser visualizados.

Aproximação

Utilizando o duplo clique ou o scroll do mouse, você aumenta ou diminui a aproximação das visualizações. Assim, pode ter o alcance de uma visão global e depois aproximar em determinada região, obtendo um detalhamento cada vez maior.

Visualização de eventos naturais

Através de uma ferramenta específica, você pode conferir eventos naturais que ocorreram na Terra em uma determinada época. Selecionando o recurso “Rapid Fire MODIS”, ícones aparecem na região em que uma tempestade, erupção vulcânica ou enchente, por exemplo, ocorreram. Assim, quando você clica no ícone, imagens daquele evento podem ser visualizadas.

Recursos Adicionais

Muitos outros recursos estão disponíveis, como uma ferramenta para visualizar animações e conferir informações científicas sobre eventos ocorridos na Terra. Ainda assim, as possibilidades do World Wind podem ser expandidas, através da inclusão de novas imagens e dados. Para isso, existe uma grande variedade de add-ons, que podem ser encontrados no site do desenvolvedor.

O DIFERENCIAL

Similar ao famoso Google Earth, World Wind é capaz de proporcionar uma viagem pelo mundo através de imagens impressionantes, porém, ainda não se equipara ao concorrente quanto ao detalhamento das imagens mais locais. Seu grande diferencial, e que faz o programa realmente se destacar, são as imagens exteriores ao nosso planeta.

Stellarium 0.10.4

(Sistema: Windows XP/Vista/98/2000)

(Clique na imagem para baixar)

“Além de um céu realista em 3D, a nova versão deste fantático programa traz muitas novidades e melhorias.”

Em comemoração os 4 séculos desde as primeiras observações telescópicas do céu feitas por Galileu Galilei, 2009 foi designado como o Ano Internacional da Astronomia. Os desenvolvedores do programa Stellarium resolveram dar um presente para os usuários lançando uma nova versão para este fantástico programa, com diversos recursos aprimorados e algumas novidades.

O Stellarium é um aplicativo gratuito que simula a abóbada celeste em tempo real. Ou seja, com ele o usuário pode observar estrelas, constelações, planetas, aglomerados, nebulosas e muito mais, tudo através da tela do computador, em 3D, e como se estivesse no chão, ao ar livre, olhando para o céu.

A simulação é rica em detalhes e, além de exibir diversas informações acerca de todos os corpos celestes, o Stellarium permite regredir ou avançar no tempo através de um sistema de datas e horários muito eficiente.

 

Menu principal

A primeira diferença notável nesta nova versão no programa diz respeito ao menu principal. Além de não ser mais fixo no canto esquerdo do programa, ele agora é dividido em duas partes. A parte com configurações como localização, data e horário pode ser encontrada do lado direito da tela.

A segunda parte, com as preferências de exibição é encontrada na parte inferior da tela do programa. Ao afastar o mouse dos menus, automaticamente eles serão ocultados. Para exibi-los novamente, basta arrastar o mouse até os cantos da tela. Além disso, o visual do menu está mais moderno, com ícones maiores e mais bonitos. Um show a parte!

Localização do observador

Para que o programa simule o céu exatamente como você vê, é preciso dar a localização exata da cidade em que você se encontra. As opções de busca por localidades do programa foram aperfeiçoadas e agora exibem uma lista bem maior de cidades e países.

Insira sua localização.

Caso sua cidade não esteja na lista, você pode adicioná-la. É só escolher o planeta (sim, você pode escolher Saturno, Júpiter ou qualquer outro planeta e lua do sistema solar), país e, depois, entrar com as coordenadas – latitude, longitude e altitude – da cidade. Pronto, sua localização está na lista!

Paisagens diversas

A nova versão do Stellarium permite ainda que você escolha entre diversas paisagens para simular o ambiente de observação. A novidade fica por conta das novas opções de ambiente: Marte, Lua e oceanos!

Claro que se trata apenas de uma simulação, logo não espere ver o céu como se você estivesse em outro planeta ou em nosso satélite natural, pois a imagem exibida mostra o céu como visto da Terra!

Catálogo de constelações

Saiba o nome das constalações em outras culturas.Se você sempre teve a curiosidade de saber o nome das constelações em outras culturas, não precisa mais ficar procurando pela Internet.

A nova opção “Starlore” do Stellarium possibilita que você veja o nome que as constelações possuem para outros povos, como os chineses, egípcios, coreanos, navajos e muitos outros.

Tradução

O programa está parcialmente traduzido para o português do Brasil. Boa parte das opções, no entanto, ainda encontram-se em inglês. Se você gosta de astronomia e domina bem o inglês, pode ajudar a traduzir o Stellarium para o nosso idioma, é só entrar no site do desenvolvedor e se informar como proceder!

WorldWide Telescope 2.2.41.1

(Sistema: Windows XP/Vista/7)

(Clique na imagem para baixar)

“A Microsoft reagiu e também mirou os céus: observe imagens maravilhosas com este telescópio digital.”

fato que a Microsoft não suporta ficar para trás da concorrência. Talvez não seja exagero afirmar que a empresa de Bill Gates não aceita perder qualquer nicho de mercado. Nos últimos anos, a Google cresceu índices absurdos, o suficiente para ameaçar a gigante do Windows. Agora, a Microsoft responde mais uma vez, atacando em um segmento bem longe da sua zona de conforto.

O WorldWide Telescope é, em uma primeira definição, o Google Sky do Bill Gates. Trata-se de uma ferramenta para estudos astronômicos que concorre diretamente com os programas da Google, mas contando com uma potência gráfica bem mais elaborada, sendo assim, um software bem mais pesado do que os concorrentes.

 

programa utiliza um ambiente web 2.0 para transformar seu computador em um telescópio virtual. Você pode explorar o céu livremente ou através de tours com guias, astrônomos e educadores dos mais famosos observatórios e planetários dos Estados Unidos. É possível também que os próprios usuários criem seus guias, para isso basta clicar sobre “Guided Tours” e em seguida sobre “Create a new tour”.

O programa foi desenvolvido com o Visual Experience Engine, o qual permite visualização em alta definição do céu noturno, planetas e outros tipos de imagem. É possível aplicar uma vasta gama de efeitos, como visão raio-x, zoom, crossfade, etc. Imagine a imagem que deve ser uma supernova explodida há mil anos: você pode vê-la. O mesmo acontece com o sol e diversos outros astros.

Por meio da aba “Explore” os usuários acessam uma série de imagens muito belas captadas por grandes telescópios espaciais e muitas outras fontes reconhecidíssimas da astronomia, como imagens dos telescópios Hubble ou Chandra, que mostram lindas supernovas e tantos outros fenômenos espaciais.

 

Altere para a visualização Hydrogen Alpha para visualizar a distribuição e iluminação de estruturas primordiais de nuvens de hidrogênio. Selecione diferentes pontos de vista: da Lua, dos planetas do sistema solar, visualize astros em suas posições precisas no passado, presente e futuro.

Todo o conteúdo do WorldWide Telescope, entre imagens e informações, passa com folga a barreira dos terabytes. Por isso é importante que o programa seja conectado à internet, assim podem ser carregados novos cenários apenas quando necessários, evitando o uso de espaço desnecessário.

A interface do programa pode ser explorada por crianças, tamanha a facilidade que ela oferece. Mas isso não significa que seja pouco desenvolvida, muito pelo contrário, possui diversas funcionalidades que outros softwares não possuem e, assim, agrega muitas informações e comandos.

Imagens de Panorama podem ser muito bacanas, pois mostram locais e cenas históricas bastante interessantes, como a chegada do homem à Lua e desertos e montanhas geladas, além de uma série de outras que também podem agradar a muitos usuários. Quem é apaixonado pelo tema – ou mesmo só curioso – deve se sentir em casa.

Como começar?

Por oferecer inúmeras possibilidades, fica até complicado saber por onde começar a explorar o céu. Uma boa dica é seguir os tours já prontos para se adaptar ao uso do programa. Para navegar, os recursos são parecidos com programas como Stellarium e Google Earth.

Você pode usar o botão de rolagem do mouse, as teclas -/+ ou Page Up/Page Down para aumentar ou diminuir o zoom. Para rotacionar a visualização, arraste o mouse pela tela com o botão do meio apertado (ou com a tecla Ctrl pressionada).

Clique na miniatura de uma imagem para expandi-la e dê um duplo clique para aproximá-la. Navegue por várias miniaturas com o botão de rolagem do mouse.

O WorldWide Telescope tem quatro vistas principais: a primeira exibe o céu com as estrelas e constelações vistas de Terra; a segunda mostra cada planeta em detalhes; a terceira é para fotografias de estrelas e a quarta tem lindas imagens panorâmicas.

As imagens são, em parte, importadas do Virtual Earth, o que indica alta qualidade e muitos detalhes vistos de qualquer canto. Deve-se lembrar que, quanto maior a qualidade das imagens, mais banda é exigida para o download das informações, por isso é necessário que a internet possua altas velocidades para que tudo seja carregado rapidamente.

Um dos recursos mais empolgantes é o telescópio, o qual transforma seu monitor em uma potente lente e seu teclado nos controles dele, assim cada usuário pode visualizar os locais do espaço sideral que mais lhe agradarem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s